O que vai ser diferente nessa Black Friday após a pandemia de coronavírus?

O que a Black Friday é uma grande oportunidade para varejistas — e para o comércio em geral —, não é nenhuma novidade. A grande dúvida, porém, é sobre como se diferenciar e se destacar neste cenário repleto de ofertas e players, ainda mais no ano em que estourou a pandemia de coronavírus.



A Winnin, martech brasileira de conteúdo, lançou um relatório com os principais insights sobre a data, que podem ser implementados desde já para engajar clientes. Live Shopping, por exemplo, que é um formato de conteúdo com e-commerce, é uma das tendências que mais crescem nos últimos meses. Confira as principais dicas a seguir:





Comunicar com propósito

Mais do que nunca, a sociedade passa por um momento de repensar o excesso, e a Black Friday pode ser uma ocasião para as empresas repensarem esse estímulo ao consumo em excesso e reforçarem seu propósito, apoiando causas que estejam alinhadas com a verdade da marca.





A Black Friday é um evento muito relevante para o mercado e impulsiona a criação de conteúdo tanto por parte das marcas quanto dos consumidores. Apesar dos publiposts ainda terem grande destaque atrelado à figura dos influenciadores, hoje é necessário mais do que só divulgação: também é preciso apostar em formatos mais conectados com o entretenimento.





Muito além da sexta-feira

Analisando os vídeos sobre Black Friday, a empresa percebeu que os mais relevantes fazem parte de um ecossistema de conteúdo focado em entretenimento que vai além da data em si e se mantém ativo por um período.





Live Shopping

Por conta do distanciamento social, as lives se tornaram o grande formato de entretenimento. E agora, elas precisam se reinventar para manter a sua relevância. Nesse cenário, o formato de Live Shopping ganha destaque, unindo e-commerce e live streaming. Segundo a Winnin, é uma forma muito mais interativa de fazer compras online com participação dos consumidores pelo chat e compras direcionadas na própria plataforma da live.





Influenciadores digitais

Parcerias com influenciadores ainda são opções promissoras de engajamento nas redes sociais.


Tempos de mudança na Black Friday

O cenário da pandemia trouxe novos hábitos e desejos, mas existe um fator que não muda: as pessoas assistem conteúdos com os quais se identificam, segundo a Winnin, é essencial estar atento ao que há de mais relevante para atrair seu público.


Promover uma Black Friday relevante vai além de vender mais barato ou mais rápido. É preciso estar atento para gerar conteúdo que se comunique com os consumidores a ponto de ser lembrado para além da data.



FONTE: NewTrade

logo 1 - transp@4x.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • Twitter
  • Pinterest

EVA - Escola de Varejo Aplicada © 2006 - 2020 | Um produto Renove - CNPJ: 08.992.904/0001-52