Nestlé coloca em funcionamento centro de pesquisa

O laboratório tem como objetivo coletar e avaliar dados do momento de compra do consumidor



A pandemia do coronavírus provocou a subsidiária brasileira da Nestlé colocar em prática um projeto que ainda estava no papel, o C Lab, um ambiente de pesquisa dentro da própria empresa. Desde março os estudos estão sendo produzidos pelo setor empresarial de consumo e marketing para descobrir o comportamento do consumidor em vendas de alimentos.



“No início da pandemia precisávamos de ainda mais agilidade, então, o time passou a focar menos no relacionamento com institutos externos de pesquisa e mais em desenvolver nossos próprios métodos”, conta Diego Venturelli, chefe de consumo e marketing da Nestlé.


Com essa iniciativa da empresa alimentícia é possível economizar 50% do custo e ter uma maior velocidade na entrega e em todos os processos estudiosos.



Compras em supermercados aumentaram durante a pandemia e o consumidor leva para a casa alimentos saudáveis e prazerosos (Foto: Mídia wix).

O estudo mais recente da Nestlé, que foi produzido entre os dias 12 a 15 de maio, sugere que os brasileiros estão comprando mais comidas e bebidas em supermercados, sendo que a média de gastos de quem teve aumento em sua renda é de 37% e os que perderam renda ou possui uma constância foi de 34%.


Segundo as avaliações da empresa, o consumidor faz uma mescla em suas compras, levando para a casa uma cesta com alimentação saudável e outros produtos que proporcionam um maior prazer, como bolachas e chocolates.


Este centro de pesquisa da Nestlé é uma forma de captar informações mais rápidas do consumidor, afinal estão mais concentrados em varejistas e intermediários entre os clientes e indústrias.





Fonte: NewTrade

Texto por Juliana Neves – Redatora EVA

logo 1 - transp@4x.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • Twitter
  • Pinterest

EVA - Escola de Varejo Aplicada © 2006 - 2020 | Um produto Renove - CNPJ: 08.992.904/0001-52