Mercado Livre tem 5 milhões de novos compradores


“O fato de as pessoas estarem mais em casa levou muitos à primeira compra online”, afirma Bruno Guarnieri, Diretor de Marketplace do Mercado Livre no Brasil, em entrevista exclusiva ao Jornal Giro News.


Ele pondera: “de 22 de março a 3 de maio de 2020, registramos a entrada de 5 milhões de novos compradores, nas mais diversas categorias de produtos, em toda a América Latina, o que configura um aumento de 45% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. No Brasil, são mais de 2,6 milhões de novos compradores”.


Isso significa que a pandemia criou novas práticas de consumo, sendo que muitas delas devem se tornar hábitos, permanecendo após este período.



Alimentação Ganha Espaço no E-commerce


Segundo Guarnieri, por conta do isolamento social, a população também passou a consumir e confiar nas categorias relacionadas ao supermercado online.


“Constatamos que 20% dos novos compradores fizeram sua primeira compra nas categorias de bens de consumo e alimentos. Isso nos fez acelerar nossos planos para fomentar a categoria de supermercados e já criamos uma nova navegação para acessar esses itens na plataforma – primeiro passo para um projeto de longo prazo”, explica o diretor.


Ele ressalta que a iniciativa ajuda a elevar a frequência de compra dos usuários e contribui para o aumento da penetração do comércio online no varejo. Até o dia 30 de junho, o Mercado Livre oferece 30% de desconto na comissão para novos vendedores.



Marketplace é Opção Mais Acessível


Há plataformas de marketplace em que os lojistas pagam comissões apenas pelos produtos que venderam, sem taxas de mensalidade. Para o diretor, este fator torna o canal mais viável para os empreendedores que pretendem atuar no varejo online.


“O marketplace tem um investimento inicial baixo. Principalmente se comparado à uma operação tradicional de e-commerce, que envolve custos de marketing, meio de pagamento, logística etc.”


No entanto, Guarnieri ressalta que não é possível iniciar uma operação sem custos.


“O lojista vai precisar de um estoque inicial, por isso, é bom pesquisar antes qual é a intensidade das buscas pelo produto que será vendido”, conclui.



FONTE: SBVC

logo 1 - transp@4x.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • Twitter
  • Pinterest

EVA - Escola de Varejo Aplicada © 2006 - 2020 | Um produto Renove - CNPJ: 08.992.904/0001-52