Magalu é marca mais valiosa do varejo brasileiro

O Magalu foi considerada a quarta marca mais valiosa do Brasil – e a primeira entre as varejistas -, no ranking anual BrandZ, realizado pela Kantar Ibope Media. O levantamento analisou 500 marcas brasileiras, por meio dos critérios de rentabilidade e contribuição. A classificação é um reconhecimento não só à maneira como a empresa vem conquistando resultados, aumentando seu portfólio de produtos e serviços e fazendo importantes aquisições, mas também seguindo à risca seu propósito e valores, mesmo durante a pandemia de covid-19.



Nestes meses difíceis de combate ao covid-19, para ajudar os pequenos comerciantes que ainda não vendiam online e que sofreram com a necessidade de fechamento do comércio, foi lançado o Parceiro Magalu. Na prática, o que o Magalu fez disponibilizar sua plataforma de marketplace para que esses pequenos negócios pudessem vender de forma fácil, rápida e, mais importante, barata. O projeto é um sucesso e já conta com mais de 60 mil sellers cadastrados desde abril.


Além disso, a empresa e suas famílias controladoras reforçaram os valores da companhia ao doar 50 milhões de reais para ações de combate às consequências da crise social e sanitária provocada pela pandemia.


No segundo trimestre de 2020, o Magalu atingiu 8,6 bilhões em vendas totais, um crescimento de 49% em relação ao mesmo período de 2019. Com as lojas físicas fechadas, devido às restrições de funcionamento para contenção da epidemia do novo coronavírus, a operação digital da empresa formada por site, superapp, marketplace, Netshoes, Zattini, Época Cosméticos e Estante Virtual, apresentou a maior expansão do mercado: 182%.



Apenas neste ano, com intuito de ampliar sua plataforma omnichannel, a empresa adquiriu seis empresas. Comprou o site de conteúdo sobre tecnologia Canaltech e a plataforma de mídia online desenvolvida pela startup Inloco, com objetivo de entrar no mercado de Ads e fomentar um dos pilares da empresa, a digitalização do varejo brasileiro.


Magalu também adquiriu recentemente as startups Hubsales, de digitalização de pólos fabris, e a Stoq, especializada em soluções para pequenos e médios varejistas, além da livreira Estante Virtual.

Dentro desse contexto, em julho, a empresa disponibilizou o dinheiro de volta. Sempre que o usuário faz compras, recebe uma parcela do valor pago na carteira virtual Magalu Pay. O dinheiro poderá ser usado no pagamento de contas, transferências ou em novas compras no aplicativo.


A colocação no ranking reconhece os esforços da companhia para promover inovação e sustentabilidade do negócio, em meio às adversidades de 2020.



FONTE: NewTrade

logo 1 - transp@4x.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • Twitter
  • Pinterest

EVA - Escola de Varejo Aplicada © 2006 - 2020 | Um produto Renove - CNPJ: 08.992.904/0001-52