Apesar da pandemia, o setor de material de construção conquista espaço

O segmento do varejo é classificado como atividade essencial



A Covid-19 ainda não deu trégua para o Brasil e continua, cada dia mais, aumentando o número de suas vítimas. Com isso, as medidas protetivas e regras mais rigorosas no período de quarentena, o segmento do varejo de materiais de construção está se demonstrando de alto impacto e muita importância. Afinal, mesmo com a presença da pandemia, é uma área que não pode parar e, principalmente, agora está mais presente do que nunca no cotidiano da população.


O isolamento social, o “novo normal” fez com que as pessoas olhassem mais para as suas casas com percepções diferentes, com olhos nunca vistos e isso demonstra que as lojas de materiais de construção se destacam oferecendo soluções além do tijolo, cimento e areia.


No país, existem mais de 140 mil lojas do segmento e vendem itens com o objetivo de auxiliar os próprios consumidores em atividades nas casas ou em estabelecimentos comerciais, como é o caso de ações de limpeza para evitar o avanço do contágio do vírus. Portanto, o cliente pode fazer diversas melhorias com diferentes produtos e de qualidade em tintas, luminárias, prateleiras, entre outros.


O varejo de material de construção se destaca em razão da diversidade de oferta de serviços e produtos (Foto: licença Freepik)

No estado do Paraná, o varejo de construção se manteve na lista de atividades essenciais e as lojas permaneceram abertas, em lockdown ou não, com todas as recomendações sanitárias. Foi um alívio para aqueles, que são muitos, que precisavam de fechaduras, massas que evitem goteiras, resistências, chuveiros, soluções em hidráulicas, caixas de descarga, torneiras, caixas de água e ferramentas profissionais para conservação de prédios.


As lojas também oferecem serviços emergenciais, por exemplo, com ataques de ventanias necessitam de trocas de telhas, lonas, madeiras, encanamentos, portas, janelas, cabeamentos elétricos, lâmpadas e outros itens de iluminação.


O futuro é esperado por marcar uma geração e o varejo de materiais de construção para estarem sempre em alerta para atendimentos de qualquer demanda da população e sempre realizar os trabalhos com muita segurança e responsabilidade.




Fonte: Cultura

Texto por Juliana Neves - Redatora EVA

logo 1 - transp@4x.png
  • Facebook
  • Instagram
  • Linkedin
  • Twitter
  • Pinterest

EVA - Escola de Varejo Aplicada © 2006 - 2020 | Um produto Renove - CNPJ: 08.992.904/0001-52